BEM-VINDOS

A língua é uma das minhas maiores paixões - seja no campo da linguística seja relativa ao paladar. Este blog está centrado na primeira opção, mas de tudo um pouco pode ser encontrado aqui: leituras deleite, dicas, tira-dúvidas, análises linguísticas e tópicos de gramática normativa, curiosidades, humor e muito mais. Está esperando o quê?! Professor Diogo Xavier

Conheça nossas soluções em Educação

FAÇA SUA BUSCA POR ASSUNTO AQUI

Carregando...

sábado, 11 de julho de 2009

A gente, nós ou agente?

Não só eu, mas muita gente aprendeu na escola que os pronomes pessoais que servem como sujeito são aqueles do caso reto [eu, tu, ele, nós, vós, eles].
O problema é que quando vemos a língua na prática, sobretudo na oralidade, só são usados com frequência, no Brasil, os pronomes EU, VOCÊ (pron. de tratamento, assim como vossa excelência e senhor, por exemplo), ELE (e suas variações de número e gênero), NÓS (com menos recorrência, dependendo da região) e, principalmente no Norte e no Nordeste, A GENTE - ou AGENTE?
Para alguns pode parecer óbvio, mas convém lembrar que essa última expressão é típica da fala. Não é recomendável seu uso em contexto formal, em especial na escrita formal. Portanto é compreensível que haja dúvida na hora de escrever. Vamos lá:
NÓS: pronome pessoal do caso reto, 1ª pessoa do plural.
A GENTE: é a expressão usada para indicar a 1ª do plural, ou seja, tem o valor de "nós", num contexto menos formal, é claro.
AGENTE: substantivo. O dicionário virtual Houaiss traz 15 significados, mas eu vou exemplificar com os dois primeiros:
"1 que ou quem atua, opera, agencia; 2 que ou quem agencia negócios alheios"

Obs. A expressão "A GENTE", apesar de ter o mesmo significado de "NÓS", não concorda com o verbo da mesma forma. Vejamos:

Nós fomos ao show

A gente foi ao show

Ele/ela foi ao show

Nós estamos cansados

A gente está cansado

Ele está cansado

Reparem que "a gente" concorda com a 3ª pessoa do singular (a gente está/ ele está). Espero ter esclarecido, ao menos um pouco, a dúvida de vocês sobre essas palavras.

A gente se vê!!!

Diogo Xavier

3 comentários:

  1. Usa-se também tu em praticamente todos os lugares do Brasil, só que geralmente com a concordância com a terceira pessoa "tu vai", "tu é", exceto no pretérito perfeito, em que é muito comum se ouvir "tu pega'se", "tu fo'se": tu pegaste> tu pegas'e, etc. Eu também já ouvi muitas pessoas, principalmente com pouca escolaridade, falando "sois", ou "tu soi" ou "tu sois", um resquício da conjugação do pronome vós na linguagem coloquial.

    ResponderExcluir
  2. No meu estado sofro ao assistir os jornais locais e só ouço 'a gente'...

    ResponderExcluir

Tem opinião? Então escreva!!!

Posts Relacionados

VOTE EM MINHA LÍNGUA E EU