BEM-VINDOS

A língua é uma das minhas maiores paixões - seja no campo da linguística seja relativa ao paladar. Este blog está centrado na primeira opção, mas de tudo um pouco pode ser encontrado aqui: leituras deleite, dicas, tira-dúvidas, análises linguísticas e tópicos de gramática normativa, curiosidades, humor e muito mais. Está esperando o quê?! Professor Diogo Xavier

Curta e acompanhe nossa página no Facebook

FAÇA SUA BUSCA POR ASSUNTO AQUI

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Cura Gay e Homofobia - Brincadeirinhas sobre a homossexualidade


Vivemos numa época difícil, em que tudo é tachado de preconceito? Não pode nem mais brincar? Geração mimimi? Veja meus comentários sobre isso e sobre a liminar do juiz que ficou conhecida como "cura gay". Não perca nada sobre o Enem e sobre as provas de Linguagens e Redação: facebook.com/minhalinguaeeu
youtube.com/diogoxavierprofessor

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Paralelismo na redação: cuidado com esse erro comum

Na construção textual, é preciso que a relação entre os termos e orações se dê levando-se em consideração algumas propriedades de ordem gramatical e semântica. Entre elas, merece especial atenção o PARALELISMO. Especialmente quando coordenamos termos ou expressões dentro do período, o paralelismo confere estrutura padronizada entre esses elementos coordenados. Observemos:
"Devido ao aumento da violência e o Judiciário demorar para julgar os presos, o sistema penitenciário fica superlotado"
A expressão "DEVIDO A" introduz duas causas para a superlotação do sistema penitenciário. Na primeira causa, percebemos a estrutura ARTIGO + SUBSTANTIVO + ADJ. ADNOMINAL. A segunda causa é apresentada com SUJEITO + VERBO + ORAÇÃO SUBORDINADA. Em resumo, sintaticamente, essas duas estruturas coordenadas entre si (as duas causas) possuem características sintáticas muito diferentes.
Podemos reescrevê-la da seguinte maneira:
"Devido ao aumento da violência e à demora no julgamento dos presos, o sistema penitenciário fica superlotado."

Vejamos outro exemplo:
"Isso provoca condições insalubres, como transmissão de doenças, proliferação de insetos e ociosidade".
Neste último caso, temos três exemplos de condições insalubres, que seguem estruturas sintáticas semelhantes, tendo substantivos como núcleos. Porém ociosidade, que é a falta de atividades ou ocupações, não tem relação direta com a a transmissão de doenças e com a proliferação de insetos, ou seja, temos uma quebra de paralelismo, neste caso, SEMÂNTICO, quando o assunto de um dos elementos coordenados destoa dos demais. A solução, nesse caso, seria tirar o último elemento:
"Isso provoca condições insalubres, como transmissão de doenças e proliferação de insetos".

Mais um exemplo:
"Lucas possui muitas qualidades: é simpático, sensível, gentil e gosta de filmes."
As qualidades apresentadas começam com a coordenação de predicativos do sujeito, ligados ao verbo ser: È simpático, sensível,  gentil. GOSTA de filmes quebra a estrutura sintática, dessa vez apresentando um verbo e um objeto indireto. Além disso, a semântica sofreu uma quebra, já que os três primeiros elementos apresentam atributos de personalidade, enquanto o último tem um gosto. O melhor, portanto, seria retirar o elemento:
"Lucas possui muitas qualidades: é simpático, sensível e gentil."

O paralelismo também se manifesta no uso da crase, por exemplo.
"A aula será de 12 a 18h".
De 12 (preposição + número)
A 18h (preposição + número)

"A aula será das 12 às 18h".
Das 12 (preposição + artigo AS + número)
ÀS 18h (preposição + artigo AS + número)

Dessa forma, por meio do paralelismo, conseguimos acertar também a ocorrência ou não da crase marcada pelo acento grave.

Então é isso, fera! Continue estudando! Qualquer dúvida, pergunta para a gente!
Diogo Xavier

segunda-feira, 28 de agosto de 2017


Fala, fera! Você sabe como a redação do ENEM é avaliada? Já ouviu falar nas 5 competências? Entenda mais sobre como você será avaliado e se prepare melhor para fazer uma boa redação.

sábado, 26 de agosto de 2017

Imagina juntas - locução com TEM ou VEM

Dica rápida. Locução verbal com VIR ou TER indicando algo que acontece no presente, dando ênfase na continuidade ou no progresso da ação:

"O quadro VEM apresentANDO melhoras"

"O quadro TEM apresentADO melhoras"

"Eu VENHO estudANDO com dedicação"

"Eu TENHO estudADO com dedicação"

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Somos mais que irmãs - sinônimos e redundância

Cuidado para, ao listar palavras, não acabar usando sinônimos e gerando repetição desnecessária. Por exemplo: "seus pensamentos são antiquados e arcaicos". Note que é redundante, uma vez que nesse contexto os dois adjetivos têm valor correspondente.