BEM-VINDOS

A língua é uma das minhas maiores paixões - seja no campo da linguística seja relativa ao paladar. Este blog está centrado na primeira opção, mas de tudo um pouco pode ser encontrado aqui: leituras deleite, dicas, tira-dúvidas, análises linguísticas e tópicos de gramática normativa, curiosidades, humor e muito mais. Está esperando o quê?! Professor Diogo Xavier

Curta e acompanhe nossa página no Facebook

FAÇA SUA BUSCA POR ASSUNTO AQUI

domingo, 9 de janeiro de 2011

Exercícios Funções Sintáticas - parte I

As respostas com comentários estarão logo abaixo de cada pergunta, com uma cor mais clara. É só selecionar com o mouse para ver melhor.

 1) A oração sem sujeito caracteriza-se por:
a) O sujeito está indeterminado.
b) Não se atribui o fato a nenhum ser.
c) O sujeito está simplesmente oculto.
d) O fato é atribuído a um ser determinado.

minhalinguaeeu.blogspot.com
 Letra B. A oração sem sujeito é IMPESSOAL. A ação ou fato expresso pelo verbo não pode ser atribuído a nenhum ser, como por exemplo um fenômeno natural: choveu, ventou, nevou / está frio... ou quando se trata de verbos IMPESSOAIS (vale a pena ver os principais numa gramática), geralmente se referindo a TEMPO: faz três meses / há dois anos /.


2) A oração sem sujeito possui apenas:
a) Objeto direto.
b) Objeto indireto.
c) Predicado.
d) Sujeito oculto.

minhalinguaeeu.blogspot.com
 Letra C. Se SUJEITO e PREDICADO são os termos essenciais da oração e se a oração sem sujeito dispensa o primeiro, resta o PREDICADO, que contém o verbo e pode ter dentro dele complementos verbais (objetos), complementos nominais, adjuntos, predicativos, etc.



3) "Anoitecia silenciosamente." Nesta oração temos:
a) Sujeito simples
b) Oração sem sujeito.
c) Sujeito indeterminado.
d) Sujeito oculto.

minhalinguaeeu.blogspot.com
Como já vimos, verbos que indicam fenômeno natural não atribui ação a nenhum ser. Portanto temos aí uma oração sem sujeito. Letra B


4) "Nunca ninguém acariciou uma cabeça de galinha." Qual é o sujeito e o tipo de sujeito desta oração?
a) Nunca ninguém / composto.
b) Ninguém / simples.
c) Ninguém /indeterminado.
d) Nunca / simples.


minhalinguaeeu.blogspot.com

Em primeiro lugar, convém observar que NUNCA é ADJUNTO ADVERBIAL de tempo ou negação, acrescenta uma circunstância à oração. Se "fizermos a pergunta" ao verbo: "quem acariciou uma cabeça de galinha?", teremos como resposta: NINGUÉM. Eis o sujeito. Se o sujeito é representado por UMA palavra, ele é simples. Portanto a resposta é a letra B


5) "Pagam bem lá?" Nesta oração o sujeito é:
a) Oculto
b) simples
c) indeterminado
d) oração sem sujeito

minhalinguaeeu.blogspot.com
Há duas formas de indeterminarmos um sujeito: a primeira, é não colocar nenhuma palavra para representar o sujeito, e pôr o verbo na terceita pessoa do plural (pagam, pagarão, pagaram). A outra é usar um VERBO TRANSITIVO INDIRETO (que precisa ser ligado ao complemento por uma PREPOSIÇÃO) ou DE LIGAÇÃO + a partícula SE (PRECISA-SE [DE] / PRECISOU-SE [DE]). Na questão temos o primeiro caso. Portanto letra C.


6) “Afinal, lá se está sempre contente." Nesta oração o tipo de sujeito é:
a) Oculto
b) composto
c) determinado
d) indeterminado

minhalinguaeeu.blogspot.com
 Temos aí um verbo de ligação (ESTÁ) + a partícula SE, o que indetermina o sujeito. LETRA D


7)  "Precisa-se de operários para a obra." Nesta oração o tipo de sujeito é:
a) composto
b) indeterminado
c) simples
d) oração sem sujeito

minhalinguaeeu.blogspot.com
VERBO TRANSITIVO INDIRETO (precisa) + SE = sujeito indeterminado. Letra B


Em breve mais questões de funções sintáticas.
Abraços
Diogo Xavier 

Um comentário:

  1. oi adorei o exercicio está mim ajudando muito!!! bjs ...

    ResponderExcluir

Tem opinião? Então escreva!!!